01/11/2020

Depoimento - Novembro de 2020

Claudinei Rangel Augusto

Depoimento - Novembro de 2020

Comecei a usar drogas aos 17 anos durante as baladas nos finais de semana e o consumo só aumentava. Aos 19 anos já era pai e como não morava com a mãe da minha filha, ajudava financeiramente.

Passou um tempo e o dinheiro era todo para as drogas. Fui preso três vezes e não procurei mais a minha filha. Distanciei-me, pois achava que ela teria vergonha de mim.  Quantas vezes eu cheguei na porta de sua casa e não consegui entrar. Enfim, por mais de dez anos fiquei sem ter contato.

A sensação que eu tinha é que só era feliz quando estava usando drogas, mas ao acabar o efeito, para ter de volta aquela felicidade momentânea, tinha que usar de novo. E assim foi por muito tempo até que vi que não dava mais.

Já tinha ouvido falar sobre a Fazenda, mas nunca tinha dado atenção. Pedi ajuda para minha mãe e disse a ela que eu queria sair das drogas.

Cheguei na Fazenda com a intenção de permanecer seis meses, mas entendi que era necessário ficar durante um ano para poder compreender este novo jeito de viver. Decidi ficar por mais tempo, pois queria mudar. Por muitas vezes pensei em reconquistar minha filha, mas não tinha esperança.  Ela veio em uma das visitas, só que eu não consegui falar tudo o que eu queria. Então escrevi uma carta contando tudo o que queria dizer. Enviei e depois de alguns dias ela me respondeu.

Mesmo desconcertado me animei muito, pois dizia para eu ficar tranquilo e forte na caminhada porque, graças ao seu perdão, quando saísse, começaríamos tudo de novo.

Graças a Deus, minha filha me perdoou por tudo o que fiz. Já estou perto de retornar para minha casa e quero viver um relacionamento totalmente diferente. A Fazenda me ensinou que preciso de dois instrumentos essenciais para viver na sociedade: valorizar minha família e a Palavra de Deus. Assim quero permanecer de pé, mesmo diante das possíveis dificuldades que surgirem pelo caminho.

*Claudinei quando contou sua experiência estava concluindo seu ano de recuperação, assim como outros acolhidos que deixam seu testemunho no Diário da Esperança. Por isso, contamos com sua oração por todas as pessoas que buscam um novo estilo de vida nas unidades da Fazenda da Esperança.

Facebook Fazenda Esperança Twitter Fazenda Esperança Instagram Fazenda Esperança Redes Sociais

Rogai por nós! Nossa Senhora Aparecida #FazendadaEsperanca #SantodoDia

Uma publicação compartilhada por Fazenda da Esperança (@fazendaesperanca) em